Aprenda sobre a Competência 2 na redação do ENEM.

A

Competência 2: (Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo)

 

É bastante comum a maioria dos candidatos ignorar a 2ª parte do comando da Competência 2 no certame do ENEM: aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento  para desenvolver o tema.

Este comando é de extrema importância, pois o texto que traz a aplicação destes conceitos tende a apresentar uma abordagem mais profunda do tema, o que gera um maior distanciamento do senso comum e, por consequência, revela uma maior capacidade do candidato em analisar as questões que envolvem a temática, ou que implicam em uma problemática a ser discutida no texto.

 

Mas o que é aplicar conceitos de várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema?

É trazer informações extratextuais que evidenciem conhecimento de mundo, as leituras que o autor do texto tem, além de revelar a capacidade de “cruzar” tais informações com o tema que está sendo discutido. Isso será avaliado como um repertório sociocultural produtivo ao longo do desenvolvimento temático.

 

É importante que o candidato faça, ao longo do texto, relações históricas, filosóficas, políticas, sociais e várias outras com os aspectos que decidiu desenvolver dentro da temática.

 

Um candidato que analisar a realidade social do país, por exemplo, travando uma analogia ou comparação com passagens marcantes do livro Vidas Secas, de Graciliano Ramos, revela, além do fato de ter conhecimento de obras literárias importantes, a capacidade de relacionar a realidade social do país à literatura brasileira.

Isso muito enriquece o conteúdo da produção e revela a tão questionada “autoria” nas produções de textos do Enem.

 

vidas_secas_competencia_dois

 

Outro fator que está atrelado ao fato de aplicar conceitos de várias áreas do conhecimento durante o desenvolvimento do tema é que tais informações, por consequência, implicarão numa consistência mais evidente da defesa do ponto de vista.

 

Mas cuidado! Não basta jogar esses conceitos no texto de forma desordenada ou impensada. O uso deles deve ser feito de forma crítica e consciente.

Muitos alunos tendem a se indignar quando recebem redações corrigidas e não concordam com suas notas; muitos dizem: “professor, olhe quanta informação extratextual há em minha redação!”

 

Lembre-se que tais conceitos devem estar diretamente relacionados com a discussão e análise proposta e é justamente por isso que se intitulam “repertório sociocultural produtivo”.

 

Avalie se as informações e dados utilizados no texto contribuem de forma consistente e consciente para o desenvolvimento de seu projeto de texto.

Boa sorte!

Escrito pela professora: Lílian Alvim Meneses

Sobre o autor

Julio Sousa

Macapaense de nascimento e goiano de coração. Fundador dos sites Rumo ao ITA, Futuro Militar, Projeto Medicina e Sistema Zeus.

comentários

Por Julio Sousa

Leia também: