15 dicas para redação do Enem que te ajudarão a se dar bem na prova

1

Se você está se preparando para a prova mais importante do ano, é muito importante estar bem preparado no grande dia. Por isso, preparamos 15 dicas para redação do Enem para você não perder pontos por bobeira. 

Já foi comprovado que tirar uma nota bota na redação do Enem te ajuda, e muito, a aumentar a sua média final no exame. E, quanto maior a sua nota, maior a chances de ingressar na universidade, certo?

Gif de um menino dando cambalhota para trás durante a sua formatura.

Então, não perca mais tempo e fique ligado nas dicas para redação a seguir: 

1.Respeite as margens

A primeira dica para se dar bem no Enem é bem simples: respeite as margens da folha e o limite de trinta linhas. Fora isso, lembre-se também que existe um mínimo de oito linhas que deve ser respeitado para sua redação ser considerada válida. 

2. Organize suas ideias

Antes de começar a sua redação, é muito importante que você organize as suas ideias. Pense em tudo o que você sabe sobre o tema e coloque no papel para, então, selecionar os argumentos que são mais pertinentes e os que mais se encaixam logicamente no seu texto.

3. Respeite a estrutura do texto dissertativo-argumentativo

Como você já deve saber, o gênero textual cobrado pelo Enem é o dissertativo-argumentativo e você deve seguir a estrutura que o caracteriza para não perder pontos nas competências. Através dele, você deverá defender uma tese, dividindo o seu texto em introdução, desenvolvimento e conclusão

4. Evite parágrafos muito longos

Além de deixar o seu texto com uma aparência desproporcional, parágrafos longos tendem a ser confusos e podem prejudicar a compreensão por quem lê. E, pensando que o corretor precisa entender bem as suas ideias, você deve evitar qualquer margem para dúvidas.  

5. Evite a repetição de ideias

É muito chato ficar lendo a mesma coisa mais de uma vez, certo? Imagine então para o corretor que precisa ler milhares e milhares de redações em pouco tempo. Por isso, é muito importante que você o surpreenda e traga ideias novas a cada parágrafo.

6. Atenção à gramática

A competência I avalia o seu domínio da norma culta da língua portuguesa. Então, é extremamente importante que você se atente à dúvidas gramaticais e revise o seu texto em busca de possíveis errinhos. Afinal de contas, ninguém que perder ponto à toa, né.

7. Utilize muitos recursos coesivos

São diversos os recursos coesivos que você pode utilizar no seu texto para conectar os seus argumentos e ideias. Por isso, evite repetições e busque sempre mostrar um domínio vasto sobre esses elementos.

8. Tome cuidado com contradições

Imagine só ler um texto que começa defendendo algo, mas que termina com argumentos contrários. Seria bem confuso de entender, certo? Por isso, é muito importante se organizar antes de escrever o texto, para selecionar suas ideias e evitar que elas sejam contrárias a sua tese.

9. Demonstre o seu senso crítico

Apesar de não poder demonstrar, diretamente, a sua opinião no texto dissertativo-argumentativo, mostre que você possui senso crítico. Ou seja, questione, argumente, explique e defenda a sua ideia de um modo que convença o seu leitor.

10. Utilize o seu repertório sociocultural

A redação do Enem é uma prova que não avalia apenas a sua escrita, mas também a sua capacidade de relacionar informações de outras áreas do conhecimento para enriquecer o seu texto e fundamentar a sua discussão. Dessa forma, a banca quer ver se o seu repertório sociocultural está bem articulado à discussão.

11. Evite generalizações

É muito simples e óbvio fazer generalizações, não é? Por isso, evite-as em sua produção textual para que a sua discussão não fique muito rasa e superficial. Ou seja, não coloque tudo e todos no mesmo lugar, opte pelas especificações.

12. Tome cuidado com o uso de gerundismo

O gerundismo, como em “Vamos estar estudando para o Enem.”, por exemplo, é um vício de linguagem e, por isso, deve ser evitado em suas produções textuais. O correto, nesse caso, é dizer “Estudaremos para o Enem.”

13. Opte por escrever em terceira pessoa

Lembre-se sempre que a redação do Enem se trata de um gênero dissertativo-argumentativo, o qual se caracteriza pela impessoalidade. Dessa forma, opte por escrever em terceira pessoa para evitar transparecer a sua opinião pessoal ao longo do texto.

14. Elabore propostas de intervenção bem detalhadas

Não se esqueça de elaborar propostas de intervenção detalhadas e que apresentem o agente, o que fazer, como fazer e a finalidade da medida. Afinal de contas, a competência V dos critérios de avaliação é toda voltada para essas analisar essas propostas.

15. Mantenha a calma

Por último, mas também muito importante, mantenha a calma durante a prova! Você se preparou o ano inteiro para esse momento e não vai querer que o nervosismo atrapalhe o seu rendimento. Por isso, confie em você mesmo!

Pronto, agora você já sabe algumas dicas para redação do Enem e pode evitar a perda de pontos por alguns errinhos que podem ser evitados. E, se você está em busca de um texto para inspirar a sua produção, veja também a  análise de um texto nota 1000 feita pelo Projeto Redação.😉 

Sobre o autor

Ana Massêo
Por Ana Massêo

Leia também: