Conheça os advérbios e suas classificações

C

Sabe aqueles termos que estudamos na aula de português, mas que acabam gerando algumas dúvidas quando nos deparamos com eles? Os advérbios são um exemplo disso! 

Apesar de aparecerem constantemente no nosso dia a dia, muitas vezes ficamos confusos sobre a sua definição e aplicação. Por isso, prepare o caderno e anote tudo o que você precisa saber sobre os advérbios! 

Gif de uma mulher anotando em um caderno, freneticamente.

O que são advérbios?

Para começar, vamos definir os advérbios como uma classe gramatical de palavras que modificam o verbo, o adjetivo ou o próprio advérbio.  Veja os exemplos:

  • O menino chegou ontem.
  • Aquela flor é muito linda.
  • Rodrigo jogou muito bem. 

Nos exemplos acima, todos os termos em negrito são advérbios. No primeiro, o termo “ontem” está acrescentando uma circunstância de tempo ao verbo “chegar”. Depois, “muito” está intensificando o sentido do adjetivo “linda”. E, por fim, o outro termo “muito” está intensificando o sentido do advérbio “bem”. 

Quais são as classificações dos advérbios?

Agora que já sabemos o que são os advérbios, é importante entender as classificações feitas de acordo com as circunstâncias que eles expressam. Confira as principais a seguir!

1. Advérbios de lugar

Quando queremos expressar uma circunstância de lugar, podemos utilizar os seguintes advérbios: aqui; antes; dentro; ali; adiante; fora; acolá; atrás; além; lá; detrás; aquém; cá; acima; onde; perto; aí; abaixo; aonde; longe; debaixo; algures; defronte; nenhures; etc.

Veja exemplos:

  • A minha professora mora aqui.
  • O caderno está embaixo da mesa. 
  • Meu trabalho é ali

2. Advérbios de tempo

Já nos casos em que o advérbio apresenta uma circunstância de tempo, você pode utilizar: hoje; logo; primeiro; ontem; tarde; outrora; amanhã; cedo; dantes; depois; ainda; antigamente; antes; doravante; nunca; então; ora; jamais; agora; sempre; já; enfim; etc.

Confira:

  • A turma da faculdade irá se reunir hoje.
  • Ontem fui ao mercado comprar flores.
  • Sempre gostei de estudar.

3. Advérbios de modo

Agora, se o seu objetivo for demonstrar modo, os advérbios são: bem; mal; melhor; pior; assim; aliás; calmamente; depressa; devagar; como; debalde; sobremodo; sobretudo; sobremaneira; provavelmente; finalmente; quase; docemente; principalmente; etc.

Veja os exemplos:

  • Após a discussão, ela saiu calmamente.
  • Provavelmente, as notas não foram boas por causa do conteúdo.
  • Finalmente o exame acabou. 

4. Advérbios de afirmação

Já nesse caso, os advérbios são utilizados para afirmar algo, podendo ser: sim; certamente; realmente; decididamente; decerto; efetivamente; etc. 

Veja na prática:

  • Nós vimos, sim, o filme.
  • Definitivamente, quem estuda tem mais chances de passar no vestibular.
  • Realmente aconteceu aquilo que prevíamos. 

5. Advérbios de negação

Ao contrário do caso anterior, aqui os advérbios são usados para negar, sendo eles: não; nem; nunca; jamais; etc.

Confira:

  • Não voltaremos mais a esse restaurante.
  • Jamais acreditei nessa promessa. 
  • Ele nunca estudou o suficiente para as provas. 

6. Advérbios de intensidade

Agora, se o seu objetivo é mostrar intensidade, os advérbios são: muito; pouco; demais; bastante; mais; menos; tudo; nada; de todo; etc.

Veja exemplos:

  • Ela comeu muito.
  • Eu estudei bastante para as provas.
  • Aquela menina é inteligente demais

7. Advérbios de dúvida

Já nos casos de dúvida, você pode utilizar os advérbios: acaso; porventura; possivelmente; provavelmente; quiçá; será; talvez; etc.

Confira:

  • Talvez eu vá à festa hoje.
  • Possivelmente nós alcançaremos as metas.
  • Ele, provavelmente, chegará no horário combinado. 

Viu como os advérbios aparecem constantemente no seu dia a dia? Por isso, é muito importante que você saiba bem como utilizá-los. 😉

E, pensando em outra classe de palavras que você usa frequentemente sem perceber, veja também o post do Projeto Redação sobre pronomes relativos que te ajudará, e muito, na sua produção textual. 

Sobre o autor

Ana Massêo
Por Ana Massêo

Leia também: