6 dicas de como fazer uma boa redação no Enem

6

Dentre todas as áreas de conhecimento que aparecem na prova do Enem, é na redação que grande parte dos estudantes apresentam grande dificuldade, seja pela interpretação equivocada do tema proposto ou até mesmo pelos erros gramaticais.

A grande questão é que, nesse Exame, a produção escrita pode fazer toda a diferença na média final para ingressar em uma faculdade. Por isso, saber como fazer uma boa redação no Enem é mais do que fundamental, certo?

Afinal de contas, essa parte da prova vale 1000 pontos e, para conseguir a tão sonhada vaga em um curso de graduação, tirar ou se aproximar da nota máxima é de extrema importância para você alcançar o seu objetivo. 

Pensando nisso, hoje preparamos 6 dicas de como fazer uma boa redação no Enem. Vamos lá?

Gif de um homem falando "yaaaaasss"

1. Leia o edital

Todo processo seletivo, antes de começar, lança um edital com todas as regras e informações necessárias para os candidatos. E, falando sobre o Enem, isso não é diferente! 

Logo no início do ano, o Inep libera o edital do Enem com as informações sobre as inscrições, taxa de pagamento, provas, dias, horários, etc. 

E, pensando em como fazer uma boa redação no Enem, é muito importante ler, no edital, sobre as competências que avaliam a redação, a pontuação distribuída, gênero cobrado e as situações que podem zerar o seu texto. 

Fora isso, também é liberado um manual de redação que te ajuda a tirar todas as suas dúvidas sobre essa parte da prova! 

2. Estude sobre o gênero cobrado

Como você já deve saber, o gênero textual cobrado pelo Enem é o dissertativo-argumentativo e é muito importante seguir as características desse texto para fazer uma boa redação no Enem.

Afinal de contas, a segunda competência avalia se você consegue compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

Por isso, é importante saber que a redação do Enem deve ser estruturada com introdução, desenvolvimento e conclusão. Além disso, deve apresentar argumentos em defesa de um ponto de vista com o objetivo de convencer o leitor sobre a sua tese. 

Ademais, apesar de não ser uma característica obrigatório desse tipo de texto, o Enem cobra propostas de intervenção para o problema abordado que respeitem os direitos humanos.  E, de tão importante, a quinta competência é toda dedicada a avaliação dessas propostas.   

3. Aumente o seu repertório sociocultural

Bom, se você já deu uma analisada nos temas de redação das edições anteriores do Enem, já deve ter percebido que atualidades é algo que está sempre presente nessa prova.

Por isso, estar por dentro do que acontece no Brasil e no mundo é extremamente importante. Afinal, a terceira competência avalia se você sabe selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 

Então, ler livros, jornais, revistas, blogs, redes sociais, além de assistir noticiários, documentários e filmes é muito importante para você se informar e aumentar o seu repertório sociocultural.

Só tenha cuidado para filtrar as fontes certas e não cair nas tão famosas fake news. 

4. Leia o tema com atenção

Além de entender a proposta, o gênero cobrado e ter um conhecimento vasto sobre vários assuntos, é muito importante que você leia o tema com atenção e compreenda o que está sendo pedido. 

Afinal de contas, não adianta nada fazer um texto incrível, cheio de argumentos, mas falando sobre outro assunto diferente do que está sendo pedido. E olha que é muito fácil fugir do tema proposto. 

Em 2018, por exemplo, o tema era “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet” e muitas pessoas perderam pontos por falar sobre outros assuntos relacionados, mas não focar no tema proposto. 

5. Planeje a sua redação

Bom, organização e planejamento são as palavras-chave para saber como fazer uma boa redação no Enem.

Antes de escrever o seu texto, faça um rascunho expondo todas as suas ideias sobre o tema. Pense bem sobre qual será a tese defendida, o que você pode usar para contextualizar o assunto, quais são os argumentos mais fortes para sustentar o seu ponto de vista, qual proposta você pode dar para o problema, etc.

Só depois que você souber tudo o que vai usar, do início ao fim da sua redação, deve começar a escrevê-la, ligando todas as ideias que pretende usar. Afinal, um texto bem amarrado permite ao leitor uma compreensão mais objetiva da mensagem.

6. Revise antes de entregar

Pode parecer óbvio, mas revisar a sua redação antes de entregar é muito necessário para não deixar passar nenhum erro de pontuação, acentuação, ortografia ou concordância, que possa te fazer perder pontos. 

Caso tenha dúvida em alguma grafia, substitua a palavra por sinônimos, evitando o risco de errar. 

E, se precisar fazer alguma rasura, não rabisque muito e tente colocar de uma forma que fique evidente para o corretor entender que se trata de uma correção.

Com essas dicas de como fazer uma boa redação no Enem fica mais simples se preparar para esse exame. E, como a argumentação é uma das partes mais importantes dessa prova, confira também o post do Projeto Redação sobre estratégias argumentativas. 😉

Sobre o autor

Ana Massêo
Por Ana Massêo

Leia também: