Predicativo do objeto x Adjunto adnominal

P

Em nossa última publicação, falamos sobre predicativo do sujeito e predicativo do objeto. Sobre o predicativo do objeto, é preciso ter atenção, pois pode ser facilmente confundido com  o adjunto adnominal. Você sabe diferenciá-los?

O estudante resolveu o simulado difícil.

O estudante achou a atividade complicada.

Para fazer essa diferenciação, é necessário substituir o objeto por um pronome. Ficando assim:

O estudante resolveuo.

O estudante achoua complicada.

Observe que, no primeiro caso, o adjetivo “difícil” desapareceu após a substituição, uma vez que “O estudante resolveu-o difícil” é uma construção inadequada/incorreta. Se o termo em questão desaparece, trata-se de um adjunto adnominal, o qual é um termo acessório, ou seja, se for retirado, não influencia o sentido da frase.

No segundo caso, o adjetivo “complicada” permanece na frase após a substituição, isto significa que o termo é um predicativo do objeto, não se trata de um termo acessório, pois tem influência direta no sentido da oração.

Sendo assim, ao analisarmos os termos em destaque, temos:

O estudante resolveu o simulado difícil.

Difícil: adjunto adnominal

 

O estudante achou a atividade complicada.

Complicada: predicativo do objeto

Como vocês viram, é fácil fazer essa diferenciação, basta substituir o objeto e observar se o termo que o caracteriza desaparece ou não. Se desaparecer, trata-se de um termo acessório, logo, é adjunto adnominal. Se não desaparecer, trata-se de predicativo do objeto. Além disso, observe que, nesse último caso, o predicativo do objeto é sempre um atributo, uma característica que o sujeito da frase dá ao objeto.

Até a próxima publicação!

Sobre o autor

Julio Sousa

Macapaense de nascimento e goiano de coração. Fundador dos sites Rumo ao ITA, Futuro Militar, Projeto Medicina e Sistema Zeus.

Adicionar comentário

Leia também: