11 situações em que o uso do hífen é necessário

1

Um dos assuntos que mais traz dúvidas na hora de escrever é o tal do uso do hífen, não é mesmo? Principalmente depois de ter entrado em vigor o Novo Acordo Ortográfico, trazendo algumas mudanças nas regrinhas.

E, pensando na redação do Enem, é muito importante que você evite erros de português para não perder pontos à toa na competência I, que é: “demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa”. 

Fora isso, em qualquer prova que você fizer, é sempre bom demonstrar ao máximo seu domínio da escrita para o corretor. Por isso, a seguir vamos esclarecer todas as suas dúvidas sobre esse assunto!

Gif dos Minions animados, batendo palmas e gritando.

O que é hífen e quando usar?

Para começar, é importante lembrar que o hífen (-) é um sinal utilizado para unir elementos e não deve ser confundido com o travessão (—), que é um sinal usado para marcar falas no discurso direto, substituir vírgulas e parênteses ou fazer destaque no meio de frases. 

Já o hífen é utilizado em diversos casos que vamos mostrar a seguir. Confira!

1. Prefixos terminados com a mesma vogal que inicia o segundo elemento

Quando uma palavra possui um prefixo que termina com a mesma vogal que se inicia a próxima palavra/elemento você deve usar hífen. Veja os exemplos:

  • Micro-ondas;
  • Anti-inflamatório;
  • Contra-ataque;
  • Micro-organismos.

Mas atenção, quando os prefixos forem “co”, “pro” e “re” essa regra não se aplica. Então, mesmo que o próximo elemento tenha a mesma vogal, nesses casos você não deverá utilizar o hífen. Veja os exemplo:

  • Coordenar;
  • Cooperar;
  • Reeditar.

2. Prefixos + palavras iniciadas pela consoante H

Sempre que houver algum prefixo seguido por uma palavra iniciada por “H”, deve-se utilizar o hífen. Confira:

  • Anti-higiênico;
  • Extra-humano;
  • Co-herdeiro;
  • Super-homem.

3. Prefixos terminados com a mesma consoante que inicia o segundo elemento

Nos casos em que o prefixo termina com a mesma consoante que o próximo elemento se inicia, é utilizado o hífen. Por exemplo:

  • Super-resistente;
  • Inter-regional;
  • Super-romântico;
  • Inter-racial.

4. Prefixo sub + elemento iniciado pela consoante R

Quando utilizar o prefixo “sub” com o segundo elemento iniciado pela letra “R”, é necessário o uso de hífen. Veja:

  • Sub-região;
  • Sub-regimento;
  • Sub-raça;
  • Sub-regional. 

5. Prefixo circum ou pan + elemento iniciado por M, N, H ou vogal

Toda vez que aparecer o prefixo “circum” ou o prefixo “pan” seguido por um elemento iniciado pelas consoantes “M”, “N”, “H” ou vogais, deve-se usar hífen. Como nos exemplos a seguir:

  • Circum-navegação;
  • Pan-americano;
  • Circum-hospitalar.

6. Prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, vice

O uso do hífen é obrigatório ligando os prefixos “ex”, “sem”, “além”, “aquém”, “recém”, “pós”, “pré”, “pró”, “vice” ao segundo elemento, como mostra os exemplos:

  • Ex-aluno;
  • Sem-terra;
  • Além-túmulo;
  • Aquém-mar;
  • Recém-casado;
  • Pós-graduação;
  • Pré-adolescente;
  • Pró-europeu;
  • Vice-presidente. 

7. Advérbio mal + palavras iniciadas por vogal, L ou H

Quando utilizar o advérbio “mal” seguido por alguma palavra iniciada por vogal ou pelas consoantes “L” ou “H”, é preciso colocar o hífen. Confira:

  • Mal-humorado;
  • Mal-intencionado;
  • Mal-amado;
  • Mal-educado;
  • Mal-limpo.

8. Pronomes oblíquos átonos + verbos ou eis

O hífen também deve ser utilizado quando ligar pronomes oblíquos átonos com verbos ou palavras “eis”. Veja a seguir:

  • Mostrar-lhe-ei;
  • Deixe-o;
  • Entreguei-a.  

9. Numeral + outra palavra

Quando a primeira palavra é um numeral, você utiliza o hífen para ligar à segunda palavra. Veja:

  • Primeira-dama;
  • Quinta-feira;
  • Primeiro-ministro.

10. Compostos homogêneos

Se você utilizar compostos homogêneos, ou seja, compostos com dois adjetivos, dois verbos ou elementos repetidos, também deve usar o hífen. Confira a seguir:

  • Blá-blá-blá;
  • Quebra-quebra;
  • Técnico-científico. 

11. Separação silábica

Fique bem atento a essa regrinha pois ela é bem importante na hora de escrever a sua redação. 

Se você terminar a linha na hora de dividir uma palavra com hífen, você deverá repetir o traço duas vezes: a primeira para mostrar a divisão silábica ao fim da linha e, a segunda, no início da próxima linha para sinalizar o hífen.

Veja o exemplo abaixo para entender melhor:

Ela já começou a pós

graduação há duas semanas.

É importante você ficar atento a essas regrinhas para não dar bobeira na hora de escrever. E uma ótima forma de guardar essas informações é praticando, certo? Então escolha algum dos temas de redação disponíveis em nosso site e partiu escrever! 😉 

Sobre o autor

Ana Massêo
Por Ana Massêo

Leia também: