Uso de advérbios

U

Olá! Como você está?

Em nossa última publicação, vimos  o uso de preposição, que é um recurso gramatical que garante coesão ao texto. Na postagem desta semana, iremos tratar de outro recurso também responsável pela coesão: os advérbios.

 

Advérbio: é responsável pela modificação do verbo, do adjetivo e do próprio advérbio, exprimindo circunstâncias.

Pode indicar:

Lugar

aqui, dentro, perto, debaixo, algures, ao lado, em volta, adentro, afora, hoje, etc. A minha professora mora aqui.

Tempo

hoje, logo, depois, cedo, nunca, breve, já, sempre, de repente, às vezes, etc. A turma da faculdade irá se reunir hoje.

Modo

bem, mal, à vontade, aos poucos, depressa, frente a frente, calmamente, propositalmente, rapidamente, lentamente, etc. Após a discussão, ela saiu lentamente.

Afirmação

certamente, sim, realmente, decerto, efetivamente, certo, decididamente, etc. Nós vimos, sim, o filme.

Negação

não, nem, jamais, de modo algum, nunca, etc. Não voltaremos mais a esse restaurante.

Intensidade

Muito, pouco, demais, bastante, mais, menos, tudo, nada, de todo, etc. Ela comeu muito.

Dúvida

talvez, possivelmente, porventura, quiçá, acaso, etc. Talvez eu vá à festa hoje.

Exclusão

apenas, exclusivamente, senão, somente, simplesmente, unicamente, só, etc.  Na hora do ocorrido, somente um aluno estava na sala.

Inclusão

ainda, mesmo, inclusivamente, até, também. Até a minha vó foi ao jogo.

Ordem

ultimamente, primeiramente, depois. Primeiramente, quero agradecer a todos vocês.

Portanto, sempre que você quiser exprimir circunstâncias, utilize os advérbios, mas tenha sempre cuidado, mostre o seu repertório, fuja das repetições.

Então, é isso!

Até mais!

Sobre o autor

Julio Sousa

Macapaense de nascimento e goiano de coração. Fundador dos sites Rumo ao ITA, Futuro Militar, Projeto Medicina e Sistema Zeus.

Por Julio Sousa

Leia também: